Como está seu romance?

    A gente cresce com a ideia de que devemos encontrar alguém que nos complete. Alguém que seja lindo, nos aceite como somos, e não reclame dos nossos defeitos. Acontece que se a gente procurar alguém assim, é quase certo que não acharemos. Já somos completos, porém quando encontramos pessoas que se tornam importantes demais, sem elas, seria diferente. Mas continuaríamos mesmo assim, sem elas. 

    Já pensei em ter encontrado o amor da minha vida. Tem gente que encontra o 'amor da  vida' umas cinco vezes por ano. Há quem diz que a gente só se apaixona uma vez, mas eu digo, que serão inúmeras vezes que vamos gostar, nos apegar, pensar antes de dormir. Inúmeras vezes, inclusive, perderemos noites sem dormir, porque a felicidade de ter encontrado alguém não te deixa dormir. Então, a gente pode sim se apaixonar varias vezes até achar o certo, ou o qual melhor se aproximou disso. Não adianta procurar, tem que ser no tempo dele. Pessoas são como músicas, cada uma tem seu ritmo, seu timbre, sua letra. Não pense em desistir de tentar se uma vez não deu certo, talvez você ainda não ouviu. Encontrou. Parou pra pensar. 

   Meu romance? Vai bem, obrigado. A música dele é nova, é rara, é curta, e quase nunca toca no meu gramofone. Mas é no mesmo tom da minha. Ele parece não saber que cada nota ficou na minha cabeça, como uma partitura escrita pelas paredes da minha casa. Eu ainda não aprendi a tocar sua canção. Ainda.

Nenhum comentário: