Só mais uma.

    Enquanto você passava arrastando um sorriso de quem sabe o que carrega, fui a moça mais feliz da rua. Tenho preenchido nosso espaço com uma porção de lembranças boas, essas coisas engraçadas que traz você. Porque tudo que nos aproxima tem a garantia elástica e risonha de um encontro sem previsão. 

    A lembrança de que teus olhos já me procuraram é sagrado para mim. E agora pra recomeçar (o que nunca acabou) vou te escrever sempre, essa mania de colocar nossa história num lugar macio e largo, igual ao teu abraço. Ah! O teu abraço... É nele que eu quero chegar e mesmo sem saber onde vai dar, vou continuar ali, na extensão de tudo que é ventilado, rodeada por todas suas cores, por tudo que é bom dentro dele. Teu abraço, moço, é onde tenho caído de um voo despretensioso do meu pensamento.
    Com você é sempre como se não houvesse fim os dias felizes. Com você é sempre o que a vida nos reserva de bom, de bem, do ZEN geral de todos e felicidade total do planeta. Com você é sempre amor e amizade. Com você é sempre aquela risada só tua.   

     Vou ficar aqui te amando por dentro. Vou ficar aqui te amando em uma tentativa de me anestesiar dos males, sempre  que for preciso, pois isso aqui também é seu. Vou ficar aqui te amando, dentro. Mas não conta pra ninguém que é de você que tô falando. 


Meu coração tá te mandando um beijo.
                                                                   

                                                                    Ps.: tô te amando mais hoje

O relógio.

   Estava parado quando a conheci. Daqui do alto, nesse lugar sagrado, observava de longe  aquela  pressa que a movia, mas  não a deixava sair do lugar. 
    Ainda pequena, ouviu dizer do mundo que tinha de correr. Não sabia pra onde e nunca parou para escutar. Passou a vida toda indo, poucas vezes foi. Ansiava tanto pelas chegadas que raramente reparava no caminho. Desatenta, cometia sempre os mesmos erros - e corria ainda mais para fugir deles! Os ponteiros ensinaram que o mais importante era seguir em frente. Ela só não percebia que, como eles, andava em círculos. 
    De tanto girar, ficou tonta. o resistiu aos vultos de suas próprias multidões. Agora era a vida que ventava sob seus olhos! Com a vista embaçada, e sem conseguir abri-los direito, foi obrigada a olhar para dentro. Há tanto tempo não se via, que quase não se reconheceu. Teve medo de nunca se encontrar - e quem a esperaria? Mas lá no fundo, diante da eternidade, percebeu que o tempo nem existia. Não havia relógios para ditar a hora certa de crescer e seus aniversários já não a pressionavam tanto a sair do casulo.                  Só o amor a libertava da vida presa na ilusão. E era por meio dele que ela se descobria. A cada sentido resgatado, o vento ia diminuindo até virar brisa. Foi quando olhou aqui pra cima e reparou que eu ainda marcava a mesma hora desde que viu a sua vida passar. Não vamos falar em tempo perdido, até porque preso a números e ponteiros nunca ando para trás. Mas, deste dia em diante, ela nunca mais me trocou as pilhas. Passou anos alimentando ansiedades e expectativas e pela primeira vez teve o controle de suas vontades no coração.  

     Hoje, sabe que todo despertar vem de dentro e espera, pacientemente, que o mundo respeite o ritmo da sua caminhada. 



Você minha irmã.


As vezes um poço de mistério, as vezes acorda sem humor, as vezes não tem paciência, as vezes um silêncio impenetravel, as vezes ninguém te merece, as vezes eu que não te mereço. Mas... sempre amiga, sempre sincera (demais), sempre sensivel, sempre á ouvidos. Ju você é um presente que Deus me deu, estranho dizer isso por você ser mais velha, é que por vezes eu que tenho que te dar o puxão de orelhas né? Eu tenho orgulho de ter você como irmã... Ju obrigada pelas coisas que você me fala e desculpa pela minha ignorancia contigo, é que você tem que medir tuas palavras, as vezes você precisa pensar antes de falar e muitas vezes não falar nada, só me abraçar, eu ja te disse isso quantas vezes mesmo? Relaxa, já me acostumei e é provavel que eu não me canse antes dos 40. Apesar da sermos do mesmo signo, mais ou menos a mesma idade, uma coisa rara de acontecer é concordarmos com algo, estarmos juntas em pensamentos certos. Sabe o que é? Talvez seja essas coisas que me faz te aguentar, até porque 2 Julianas ou Thais, ninguém merece! Ja perdi muuuito a linha contigo, ja fiquei de cara feia, já odiei certas atitudes, ja prometi que não iria mais reclamar sobre teus defeitos, mais o que acontece depois? Nos no quarto, falando de coisas que ja se passaram e dos momentos que queriamos por vezes que voltassem. As pessoas passam tão rapidos nas nossas vidas e é lindo observar que já passamos por cada coisa e juntas, chegadas e partidas de pessoas amigas, falsas, quase amigas...
Ju eu quero que você seja muito feliz e saiba que estou com você em qualquer situação e que independente do caminho que você escolher eu vou estar contigo (eu não tenho outra saida mesmo ¬¬) eêê to brincando, risos. Você é linda, e mais do que isso guarda muita coisas dentro da tua bagagem. Você é linda por inteiro. Te amo Juliana Cruz Santos, minha irmã amiga. ♥
Somos lindas ju! *-*

Gabriela, cravo e canela.


     Familia, amiga, colega, conhecida. Inimiga, briguenta, bobinha. Risadas, palhaçadas, história, passado. Vergonhas, momentos, vida. Chata, sem graça, panaca, magrela. Linda, companheira, acolhedora. Momentânea, conselheira, criança. Style, adulta, mulher, menina, até menino as vezes. Pode parecer forte, mais eu sei como é por dentro. Não é 14 meses ou dias, é anos. Quando perceber que posso te ajudar, que QUERO te ajudar, você sabe onde me encontrar. Estou disposta a te ouvir, chorar, rir, o que você estiver precisando, eu estou aqui para fazer você feliz, eu quero ver você feliz, engraçado mais uma boa parte de minha felicidade depende da tua, por que eu lhe cultivo, por que eu me importo com você, por que eu gosto de você. Se é pra me odiar, que seja, mais não me peça para odia-la. Faça o que desejar, mais independente de você gostar ou não, se você sentir ou não, se você ser fria ou não, de você querer ou não, eu vou estar sempre com você. Existe laços entre nós que mesmo que cortemos as pontas, não vão deixar de existir. Você pode escolher ter-me como amiga ou não, mais como familia não. Eu prefiro começar a nos dar bem, pois o que mais serviu todas aquelas brigas de infancia por causa do teu pé reto? Gargalhadas, que ja demos juntas por esses motivos. Somos familia, não devemos ser contra. Se eu não gostasse de você tudo isso seria indiferente pra mim. Passamos por problemas amorosos á morte de alguem importante juntas, vó Inês por exemplo, onde quer que esteja, ela quer que sempre estejamos juntas, amigas, primas. Risadas, cada mico que ja pagamos, juntas. Eu não me esqueço do ultimo natal, quando o Matheus bebeu umas, eu lá chorando e você do meu lado, alias, foi você que veio me falar que ele tava bêbado. Leticia, Juliana, Djow, Panda, Matheus, Breno, Duda, Tio Aldeino, Zenaide, Clarice, Vilma e blá blá blá, pensa que em todos os momentos que passamos com essas pessoas demos tantas risadas, e sempre pelos motivos mais bestas e toscos. Eu digo por mim que essas coisas são as mais marcantes, e que pelo menos pra mim é inesquecivel essa nossa fase. Enfim, você sabe onde me encontrar, a qualquer hora e momento eu vou te ajudar. Eu escrevo isso por que eu sei que você também pensa assim, pelo menos eu tenho a esperança que ainda exista um pouco da 'menininha' que eu conheci em você. Eu sei que existe, eu sei que você também pensa assim.

_


       Eu agora só vou enfeitar o sentimento com letras porque deixa a mostra oque passa por dentro. Porque é bonito isso de sentir e saber que é recíproco. Porque te digo que é uma belezura das maiores passar o dia assim, lembrando do sorriso, lembrando do teu olho lindo , do teu cabelo, da tua risada aberta, do seu braço e agora da tua perna! Eu falo que é saudade, sempre saudade oque sinto nessas horas que a gente tá um lá e o outro aqui. Mas o mais estranho é sentir saudade quando tá do lado, né? Pois é, a gente sente. Sente falta quando ainda nem foi embora. Deve ser vontade de ficar grudado, A minha é. E sei que você me entende, mesmo não falando nada, porque meu coração tiquetaqueia junto do teu. No mesmo ritmo agora. Gasto tempo só passando a mão na tua barba pensando que você não precisava me salvar de nada. Mas se fizesse, eu gostaria. É nessa coisas que penso quando olho pro nada e nunca respondo sua pergunta ‘ta pensando em que?’. É que meus pensamentos são mais rápidos que nuvem em dia de vento. Mas quando é das coisas boas que penso, é você que me aparece na ideia. É teu nome que vem na cabeça. É dessas lembranças que eu quero carregar a vida toda. Toda. Porque a gente troca ternura em forma de sorriso, dessas que acalmam o pensamento e o coração. É, a gente troca muita coisa boa hoje em dia, e eu quero continuar com isso, sempre.

Sinto falta - mas é melhor assim.

       Ela deve estar olhando suas fotos nesse exato momento. Por que não? Passou-se muito tempo, detalhes se perderam. E dai? Pode ser que ela faça as mesmas coisa que você faz as escondidas, sem deixar rastros nem pistas. Quem nos faz falta, acerto o coração como um vento súbito que entra pela janela aberta. Não há escape. Talvez, ela perceba que você faz falta e diferença, de alguma forma, em conversas aleatórias em uma viagem pelo notebook, ou a boa comparação de havia entre você e uma pessoa muito especial, que já se foi, e que a mesma ficava brava que nessa viagem, passou a noite só, pois seus dois companheiros passou a noite á dentro conversando na cozinha, com assuntos longos, divertidos e encantadores.

      Você não sabe. Demorei para falar pois honestamento esquecia. Deixei de me importar e passei a fazer o que você pediu, lembra? "Me esquece, se toca". Mais ai, no meu dia turbulento e cheio de histórias, a libélula passa e parece que com ela veio tudo. TUDO.
     Toda forma de burrice, toda forma infantil e toda simplicidade que nos cercava. Enfim, muitos valores foram confundidos. Este não é um desabafo para você pensar que me importo, que sinto falta ou penso em ir até ai e te chamar. É só pra você saber que eu me lembrei de você e que depois de muito tempo consegui sorrir por isso. E o que não sabemos, é que sou eu que vou fazer seu crochê ter sentido enquanto umas crianças grandes, com cabelo de leãozinho e desengonçadas brincam com as libeluas, e ter todas as viagens ter as melhores fotos. Você me faz rir e me faz quase que pensar que nada disso aconteceu, e ir ai te chamar e falar o quanto era infantil, e você não tem nem ideia do quanto mudei.

Ou não. 

Passa aqui?

      Eu imagino que a partir de agora você queira mudar o caminho da estação até sua casa, e eu entendo. Mas caso passe por aqui qualquer hora, quando seus pés te traírem sem querer, você me chama. A casa ainda vai estar meio bagunçada, mas vai ser bom te ter aqui pra ouvir como foram os últimos dias. Ainda tem Carolina, dessa vez não vai precisar trazer. Tem umas cervejas na geladeira também. 

     Andei baixando uns filmes antigos, coisa que eu nunca vi antes e mesmo assim me faz lembrar de você. Se estiver passando aqui na frente agora, grita meu nome! Eu estou tendo dias cansativos, mas eu levanto mesmo assim, corro até o portão e deixo você entrar. Pode ser que os edredons não estejam muito arrumados e a cama pareça ser maior agora, mas deita que a gente faz parecer aconchegante pra nós dois. O Frio chegou, e tenho alguns cobertores guardados, mas não queria que eles fossem necessários para esse ano. Lembra quando chegavamos gelados na sala, e um cobria a mão do outro, e eu só fazia isso para dizer "como você é quentinho". Por ser cedo, os olhos pesavam e a gente dormia, só acordava depois, rindo porque caímos no sono e perdemos mais uma aula. 

     Tudo aqui respira você e lembrança tua. Minhas mãos não cansaram de escrever coisas para quando você chegar eu te mostrar, meus ouvidos querem ouvir tua voz perguntando como foi meu dia e se esta tudo bem. Meus cadernos também sentem falta dos seus rabiscos. Meus lápis não entendem o motivo das suas digitais não aparecerem há tanto tempo. As canecas reclamam de só sentirem os meus lábios. E é por isso que eu te peço: Quando tiver um tempinho, passa aqui. Não é nem por mim, mas por todas as coisas que você deixou, e por todas minhas anotações que estão sem fim lógico.

    Sei lá, não precisa ser agora, nem aqui. Você sabe onde trabalho, onde estudo, onde passo todos os dias e os horários que estou em cada lugar. Você sabe que sou totalmente previsível. Então apareça, e olha que eu não sou de me arrumar todos os dias, então não estranhe minhas olheiras quando aparecer, mas eu não ligo, apareça! Pode ser daqui uns dias, meses, enfim. Mas não esquece, ta?! Pode ser para ficar uns 15 minutinhos ou só pelo tempo de um abraço, sem dizer um A. Meus textos esperam ansiosamente por um fim, tanto que demorei meses para conseguir a conclusão desse, e seja  qual for o fim dos outros, apareça. A casa continua aberta, e meu coração também. Passa aqui?