Pequenos demais para tristezas...

    


      Primeiro eu tive medo, antes de ter tido esperança. Porque a vida sempre dá voltas antes de tecer o que vai bordar. Mas quando penso nas 'felicidades certas' sorrio de novo. Posso dar nome, rosto e até falar que é um monte de gente. Mas agora só consigo olhar como se fosse oportunidade, de ser feliz, de ter abraço, mão, carinho e palavra.

     Hoje, a partir de hoje, vou seguir mais 'facilitadora' das coisas. Se não vai viajar, compre uma lata de tinta, pinte o quarto. Não vai namorar, saia com a roupa mais bonita pra você mesmo. Não emagreceu, comece tudo de novo, pelo menos dessa vez vai aprender como se faz. Nenhuma amiga lembrou de você, não se contagie com maus pensamentos, você também já a esqueceu um dia. Não alimente mágoas. Não deu certo, vire a página, mude o disco. Levante cedo, arrume a cama, abra a janela e sorria, pelo simples fato de lembrar que vai começar, mas comece diferente,  comece feliz, a vida agradece e sorri de volta.

     Eu quero facilitar e não carregar nada daquilo que me deixa um pouquinho triste. Por isso, já aviso, você que tem a intenção podre de tentar me contaminar com seu menor pensamento, não me alcançará. Vou rezar todos os dias para sua melhora. Vou rezar todos os dias para minha melhora. Vou rezar mais, todos os dias.

Tem a vida convidando a gente pra dançar, eu é que não vou ficar de fora.

Vem?

Nenhum comentário: