"(...) quis beber mais para chorar baixinho repetindo: "eu não mereço, eu não mereço" não me deram chance alguma de dizer que a culpa não foi minha, mas é sempre a mesma solidão, eu mesma tendo que me levantar,  mas eu devia estar acostumada, eu só queria sorrisos, abraços, alegrias e são tão simples, muitas vezes."


( Pela Noite - Triângulo das Águas)


Nenhum comentário: