O que devia ser dito.

    Avancei mais do que pensei ser capaz, e agora é tarde demais para retroceder. Mesmo que nada mais acontecesse, jamais poderia negar o que já aconteceu. Acho que só eu não vi, o mundo abrir os olhos ao te sentir tão perto, só eu não vi quantas cores apareceram na hora que você sorriu. E tanto tempo é tempo nenhum se te tenho perto, sendo assim tão livre pra te desenhar ou resenhar. Sendo então, tão parte de mim...é ao mesmo tempo tão distante pra ampliar meu ser e me fazer enxergar, tudo isso que me trás e me afasta de você, tudo aquilo que me faz não desistir.
   Talvez até vi, talvez fui cega em certos pontos, mas o que de fato acontece é que por muito você também não compreendeu o que via, não soube prosseguir com o que realmente quis mostrar. É engraçado falar de cegueira quando se usa óculos, quando se gosta de escutar, enxergar nunca é a melhor parte... Com o tempo e quando se para uma trajetória, ai sim fica muito mais para ver, pois quem está de fora sempre tem o melhor campo de visão, não é?
   E se todo o amor não é mais como antes, culpe o mundo que gira e te leva de mim...Esse teu sorriso antes tão conhecido me vira o rosto, o gosto mudou e eu te inverto, revisto, reescrevo, para quem sabe ser como já foi.  E me pergunto até que ponto você é tudo  aquilo que eu quero ver, até quando você é tudo aquilo que eu criei. E se for, se desfaça, refaça. Até que em um canto qualquer, em um dia talvez, você volte a precisar da minha paz, ou da minha chatisse,  pra que se deixe viver em mim e em cada curva do meu corpo mal moldado. Pra que eu volte a ser mais mulher, e quem sabe eu volte a ser também mais feliz.    
   Palavras se esvaem com o tempo, mas o sentimento quando é verdadeiro  não se apaga, pode adormecer mesmo que seja por anos, mas ainda assim perdura... Podemos ainda ser parte um do outro, ainda que seja de uma forma adormecida no subconsciente, ainda que a distância insista em remodelar e reformular de uma forma grotesca e abstrata, mas que ainda existe a tal beleza do sentimento. Ainda terei coragem o suficiente para dizer que não mais. Não é mais a mesma coisa, e eu já coloquei um ponto nisso tudo, de uma suposta vida, vamos fazer duas. A sua, e a minha.  Vá, e que seja feliz. Falando nisso, ainda me resta uma grande dúvida...
                   Se antes poderíamos rir e ser felizes, o que mudou agora?

3 comentários:

Jack. disse...

Adorei teus textos nossa, que bom que tu apareceu lá no meu blog pra que eu pudesse conhecer esse, desculpa a demora pra dar retorno =(
Queria mesmo te conhecer melhor, pode adicionar?
wonderlust_king@hotmail.com

=]
Continue escrevendo que tu tem um leitor a mais!

Just a Girl // OFICIAL disse...

Ameei *-------*
Beijos ;*
just-a-girl21.blogspot.com

Tami Gonzaga disse...

Oi linda, seu blog é um charme! adoreii
Da uma passadinha no meu, se gostar e quiser seguir retribuirei com o maior carinho!
http://tamigonzagafashiontips.blogspot.com/

Da para curtir a pag do blog no face, se puder :)
http://www.facebook.com/fashiontipss

Beijoos